English is Cool

segunda-feira, dezembro 10

Human Rights

Um Mundo, Uma Vida

Este é o lema da blogagem coletiva pelos Direitos Humanos
que está acontecendo hoje. O que é um lema? De acordo com
uma de suas definições é uma breve citação ao início de um
trabalho literário tal como um livro, um capítulo dele, ou um
poema, que tenha alguma relação com o trabalho. Por isso, o
lema aqui é totalmente significativo e já diz tudo.

Apenas para ilustrar a concepção desta idéia que estamos
a publicar hoje, temos abaixo algumas palavras de Einstein.

O ser humano é parte de um todo que chamamos de
“Universo”, uma parte limitada no tempo e no espaço.
Ele experiencia a si mesmo, seus pensamentos e
sentimentos, como algo separado do resto - uma
espécie de ilusão de ótica de sua consciência. Essa
ilusão é uma forma de prisão para nós, restringindo-nos
a nossos desejos pessoais e à afeição por umas poucas
pessoas próximas. Nossa tarefa deve ser a de nos libertar
dessa prisão alargando nossos círculos de compaixão para
envolver todas as criaturas vivas e o todo da natureza em
sua beleza. Ninguém é capaz de completar esta tarefa,
porém o empenho em fazê-lo é por si só parte da libertação
e constitui as bases da segurança interna.


One World, One Life

This is the motto for the Human Rights collective blogging
which is being held today. What's a motto? Well, according
to one of its definitions it's a short quotation at the beginning
of a piece of writing such as a book, a chapter of a book, or a
poem, related in some way to its contents. Therefore, the
motto here is absolutely meaningful and says it all.

Just in order to illustrate this idea that we are
publishing today, I'll now quote Albert Einstein.

A human being is a part of the whole, called by us the
"Universe", a part limited in time and space. He experiences
himself, his thoughts and feelings, as something separate
from the rest — a kind of optical delusion of his
consciousness. This delusion is a kind of prison for us,
restricting us to our personal desires and to affection for
a few persons nearest to us. Our task must be to free
ourselves from this prison by widening our circle of
compassion to embrace all living creatures and the whole
of nature in its beauty. Nobody is able to achieve this
completely, but the striving for such achievement is in
itself a part of the liberation and a foundation for inner
security.

12 Comments:

  • adorei o post bilingue, sem dúvida já é uma forma de união!!!
    Parabéns pela participação!

    By Blogger Renata, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 10:31:00 AM  

  • It is a beautiful cause, Jonice.

    We are all connected, and one example is the simple Law of Attraction.

    By Blogger Terry, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 11:12:00 AM  

  • Você conseguiu trazer à postagem duas coisas fundamentais: a sua interculturalidade através da junção de dois dos dez idiomas mais falados do mundo, bem como a beleza do pensamento einsteiniano sobre a nossa responsabilidade na criação da realidade à nossa volta.

    Por isso mesmo, só posso dizer que a Relatividade de Einstein é o primeiro passo para a aceitação da diferença, libertando-nos do ego, a nossa maior prisão.

    Obrigado pela participação.

    By Blogger SAM, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 11:15:00 AM  

  • Olá Jonice

    "Um mundo, uma vida"
    Somos uma vida deste mundo, que de uma forma muito egoísta olhamos para o nosso umbigo e não "temos tempo" para olhar à nossa volta.
    Há muita crueldade e injustiça que deve ser para sempre banida.

    Beijinho minha amiga

    By Blogger rui, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 12:15:00 PM  

  • Todos somos pequena parte de uma mpaquina maior... uma grande verdade, nosso arcabouço de direitos e obrigações humanas depende da contribuição de cada pessoa individualmente.

    By Blogger Fábio Mayer, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 1:55:00 PM  

  • Perfeito este texto, precisamos ampliar nossa visão e prestar atenção nas outras pessoas que estão além do nosso círculo mais próximo. Se cada um fizer isto, certamente os direitos humanos serão mais respeitados.
    Um abraço.

    By Blogger Maria Augusta, at segunda-feira, dezembro 10, 2007 3:50:00 PM  

  • Adorei particularmente este post... e tu sabes porquê!...
    O conceito da vida está aqui bem explícito!
    Einstein "viu" a relatividade e "pressentiu" outra verdade para além daquilo que podia provar.

    Muito embora a ilusão seja uma forma de prisão para nós, é com ela que nos manifestamos, que nos expressamos, que experienciamos...
    Quando conseguirmos "olhá-la" e conseguirmos distanciar dela, seremos capazes de completar a tarefa que Einstein nos lembra.

    By Blogger Amaral, at terça-feira, dezembro 11, 2007 9:56:00 AM  

  • Renata: parabéns a você também!

    Terry: this is a perfect example!

    Sam: grata estou eu à idéia que partiu de ti.

    Rui: o tempo é a gente que faz, não é?

    Fábio: é isso!

    Maria Augusta: e os círculos vão-se intercalando...

    Amaral: sei bem porque sim, meu amigo.

    By Blogger Jonice, at terça-feira, dezembro 11, 2007 5:57:00 PM  

  • Oi, Joquinha... na prática estou tão longe dos preceitos ditados por Einstein , amiga , acho que umas 3 vidas mais e começarei a ficar quase no ponto..rsrsrsr beijão, querida.

    By Blogger Doutroladodomar, at terça-feira, dezembro 11, 2007 11:01:00 PM  

  • Cada ser humano é inigualável! :)

    By Blogger Thiago Forrest Gump, at quarta-feira, dezembro 12, 2007 11:35:00 AM  

  • Well! The old scientist said everything.
    Hugs to you and let's go respect the others.

    By Blogger L.S. Alves, at quarta-feira, dezembro 12, 2007 11:53:00 AM  

  • Kika: longe??!! Não compartilho essa opinião não, minha amiga.

    Thiago: esta é uma verdade insofismável. :)

    LS: ele disse sim.

    By Blogger Jonice, at quarta-feira, dezembro 12, 2007 5:09:00 PM  

Postar um comentário

<< Home