English is Cool

quinta-feira, dezembro 13

A song... a poem

o amor

talvez, quem sabe, um dia
por uma alameda do zoológico
ela também chegará
ela que também amava os animais
entrará sorridente assim como está
na foto sobre a mesa
ela é tão bonita
ela é tão bonita
que na certa eles a ressuscitarão
o século trinta vencerá
o coração destroçado já
pelas mesquinharias
agora vamos alcançar tudo
o que não podemos amar na vida
com o estrelar das noites inumeráveis
ressuscita-me
ainda que mais não seja
porque sou poeta
e ansiava o futuro
ressuscita-me
lutando contra as misérias do quotidiano
ressuscita-me por isso
ressuscita-me
quero acabar de viver o que me cabe
minha vida, para que não mais existam amores servis
ressuscita-me
para que a partir de hoje
a partir de hoje
a família se transforme
e o pai seja pelo menos o universo
e a mãe seja no mínimo a terra
a terra
.
.
Este é um de meus poemas favoritos!
Gal Costa gravou, Caetano Veloso musicou
com base em poema de Vladimir Maiakovski.
Tenho procurado o poema traduzido para o inglês
ou o francês, mas não encontro. Será que alguém
tem em casa, num livro?
Agradeço imenso se enviar para mim!
.
.
This is one of my favourite poems ever!
Gal Costa sings it and Caetano Veloso has created
the song based on a poem by Vladimir Mayakovsky.
I've been searching for a translation into English or
French unsuccessfully. Has anybody out there got it
in a book at home?
I'll be most grateful if you send it to me!

9 Comments:

Postar um comentário

<< Home