English is Cool

sexta-feira, janeiro 4

Maya Angelou's

Human Family

I note the obvious differences

in the human family.
Some of us are serious,
some thrive on comedy.

Some declare their lives are lived
as true profundity,
and others claim they really live
the real reality.

The variety of our skin tones
can confuse, bemuse, delight,
brown and pink and beige and purple,
tan and blue and white.

I've sailed upon the seven seas
and stopped in every land,
I've seen the wonders of the world
not yet one common man.

I know ten thousand women
called Jane and Mary Jane,
but I've not seen any two
who really were the same.

Mirror twins are different
although their features jibe,
and lovers think quite different thoughts
while lying side by side.

We love and lose in China,
we weep on England's moors,
and laugh and moan in Guinea,
and thrive on Spanish shores.

We seek success in Finland,
are born and die in Maine.
In minor ways we differ,
in major we're the same.

I note the obvious differences
between each sort and type,
but we are more alike, my friends,
than we are unalike.

We are more alike, my friends,
than we are unalike.
We are more alike, my friends,
than we are unalike.


Família Humana

Percebo diferenças óbvias

na família humana.
Alguns de nós tão sérios,
outros esbanjam riso.

Alguns dizem viver suas vidas
em verdadeira profundidade,
e outros declaram realmente viver
a real realidade.

A variedade de nossos tons de pele
é capaz de confundir, distrair, encantar,
marrom e rosa e bege e roxo,
bronzeado e azul e branco.

Já naveguei os sete mares
já aportei em todas as terras.
Já vi as maravilhas do mundo
não vi ainda um homem vulgar.

Conheço dez mil mulheres
de nome Jane e Mary Jane,
porém nunca vi duas delas
que fossem realmente iguais.

Gêmeos idênticos são diferentes
embora seus traços coincidam,
e os amantes têm pensamentos bem diferentes
quando deitados lado a lado.

Na China amamos e perdemos,
choramos nos pântanos ingleses.
Na Guiné rimos e gememos,
nos fartamos em litoral espanhol.

Na Finlândia buscamos o sucesso,
nascemos e morremos no Maine.
Em ínfimos detalhes somos diferentes,
nos importantes somos iguais.

Percebo diferenças óbvias
entre todo tipo e estilo,
mas somos mais parecidos, amigos,
do que diferentes.

Somos mais parecidos, amigos,
do que diferentes.
Somos mais parecidos, amigos,
do que diferentes.

16 Comments:

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    By Blogger SAM, at sábado, janeiro 05, 2008 11:02:00 AM  

  • Trata-se de um dos meus poemas favoritos. Muito boa escolha.

    Deixo aqui a minha proposta de tradução, caso você queira compará-las:
    http://fenixadeternum.blogspot.com/2006/07/maya-angelou-famlia-humana.html

    Bom fds!

    By Blogger SAM, at sábado, janeiro 05, 2008 11:02:00 AM  

  • Todos diferentes e tão iguais.
    Bom ano 2008, e que tudo corra á medida do seu desejo
    Saudações amigas

    By Blogger C Valente, at sábado, janeiro 05, 2008 5:59:00 PM  

  • I love Maya Angelou. I have read many of her books and she writes so eloquently.

    Great addition to your blog, Jonice!

    Terry

    By Blogger Terry, at domingo, janeiro 06, 2008 7:40:00 AM  

  • Oi Jonice. Obrigado pelo comentário

    Não digite: selecione o link, copie e cole na barra dos endereços. Se o copiar só vai dar parte do endereço do link.

    Mas, se não der, eu fiz no google e vi que pondo "fenix maya angelou" vai dar para o meu blog, pelo que, pode ser por ali.

    Eu mesmo comparei os textos e acho que juntando a tua e a minha tradução o poema é capaz de ficar mais próximo ao original inglês. Depois diga-me a sua opinião.

    By Blogger SAM, at domingo, janeiro 06, 2008 9:59:00 AM  

  • Maya Angelou é um velho conhecimento!...
    A mulher que "navegou os sete mares" e nunca viu duas mulheres
    "que fossem realmente iguais"...
    Nem gémeos, nem chineses, nem amantes...
    Porque diferentes fomos criados "dentro" do mesmo criador!...

    By Blogger Amaral, at domingo, janeiro 06, 2008 8:08:00 PM  

  • Good choice, Jonice.....This remarkable lady,full of wisdom and grace,captivates my soul....ALWAYS!!!!!!!
    Big kiss to you,dear friend!

    By Blogger Teresa Calcao, at segunda-feira, janeiro 07, 2008 10:22:00 AM  

  • I initiated the read slowly and unfaithful. You know poetry really don’t is my shore. But, the thing walked to take a taste sweet, funny and joyful. The simplicity and also deepness of this poetry conquest my humor and put a delicious smile in my face. Thanks for share with us. And this time I only read the English version.

    By Blogger L.S. Alves, at segunda-feira, janeiro 07, 2008 1:00:00 PM  

  • Somos mais parecidos!!!!
    Abraços e boa semana!***

    By Blogger Plum, at segunda-feira, janeiro 07, 2008 2:49:00 PM  

  • Sam: valeu tua dica do segundo comentário. Consegui encontrar o post. E partilho de tua opinião, acho que se juntarmos as duas chegaremos a um belo resultado! Eu já trouxe a tua para cá, só não vou ter o tempo desejado para brincar com os versos antes do fim de semana. Mas penso que tanto tu quanto eu poderíamos fazê-lo e então mostrar um ao outro por e-mail. O que achas? Eu adoro fazer isto a quatro mãos!

    C Valente: bom ano para ti também!

    Terry: "I know why the caged bird sings" is a wonderful book!!!

    Amaral: an old aquaintance! Nice.

    Teresa: yes, I'd say her writing is a bridge from soul to soul.

    Luciano: so you started reading slowly and unfaithfully and ended with a smile on your face?! It's lovely to hear that! See, maybe school days are to blame and it might not be so true that poetry is not your cup of tea...

    Plum: somos sim!

    By Blogger Jonice, at segunda-feira, janeiro 07, 2008 9:26:00 PM  

  • Somos parecidos porque afinal todos precisamos de muito carinho, muita atenção e muita consideração. Quem disser que não precisa está mentindo!

    Muitos beijinhos, Jonice!!!

    By Blogger Alexandre, at segunda-feira, janeiro 07, 2008 9:37:00 PM  

  • Olá Jonice

    Poema fantástico!
    Eu sem querer, escrevi hoje (por acaso) algo parecido com a tua ideia. Incrível!

    Beijinhos

    By Blogger rui, at terça-feira, janeiro 08, 2008 8:14:00 AM  

  • Alexandre: e mesmo quem está mentindo, não o faz a vida toda, não é?

    Rui: Incrível sim, meu amigo. E estávamos a visitar-nos simultaneamente :)

    By Blogger Jonice, at terça-feira, janeiro 08, 2008 8:25:00 AM  

  • Lindo, Joquita , pertinente que nem sabes... Estou de volta, após as férias do amor ( gostou desta? )
    beijão, querida.

    By Blogger Doutroladodomar, at quarta-feira, janeiro 09, 2008 1:07:00 AM  

  • "todos diferentes, todos igauis"
    sei que já deixei este comentário noutro lugar, mas é a frase que me vem à cabeça depois de te ler.

    as tuas traduções são soberbas! "nada se perde... tudo se transforma" e que bem fazes essa transformação!

    um abraço
    luísa

    By Blogger pin gente, at quarta-feira, janeiro 09, 2008 9:19:00 AM  

  • Kika: gostei muito desta!

    Luísa: não sei onde deixaste o comentário, mas aqui ele cabe feito uma luva. Obrigada pelo elogio!

    By Blogger Jonice, at quarta-feira, janeiro 09, 2008 1:57:00 PM  

Postar um comentário

<< Home